EPI: como escolher e pra que servem?

EPI: como escolher e pra que servem?

Você conhece já ouvir falar em Equipamento de Proteção Individual (EPIs)? Se você vai reformar sua casa, cortar a grama, costuma fazer reparos em casa ou tem por hobby fazer alguma atividade manual mais pesada, como marcenaria, por exemplo, a gente tem algo muito importante para lhe falar.
 
Tão fundamental quanto o equipamento a ser utilizado é a sua segurança e a da equipe que fará a mão de obra.
 
Afinal, acidentes podem acontecer, mas é nosso dever minimizar todos os riscos possíveis de eles acontecerem em nossa obra, seja ela pequena ou grande, ou no nosso momento de hobby.
 
Mas existem tantas opções de Equipamentos de Proteção Individual que sempre surge a dúvida: por onde começar?
 
Óculos, luvas, máscaras, capacete e botas são os equipamentos básicos para qualquer pessoa, seja ela amadora ou profissional, fazer desde pequenos serviços a grandes obras.
 
 

O que é Equipamento de Proteção Individual (EPI)?

EPI é a abreviatura de Equipamento de Proteção Individual. Basicamente, EPI é todo equipamento individual usado pelo trabalhador para garantir a sua segurança e saúde.
 
O EPI está previsto na Norma Regulamentadora NR06 do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), que diz o seguinte: ‘‘EPI é todo dispositivo ou produto, de uso individual utilizado pelo trabalhador, destinado à proteção de riscos suscetíveis de ameaçar a segurança e a saúde no trabalho’’.
 

Quais são os equipamentos de proteção individual?

Existem vários tipos de EPIs. Os mais comuns são máscaras de proteção, luvas de proteção, óculos de proteção, botas e sapatos de segurança, proteção para o corpo, botas impermeáveis, entre outros.
 
Cada um deles é destinado a proteger diferentes partes do corpo, como ouvidos, face, olhos, cabeça, membros superiores e membros inferiores. Há ainda EPIs que protegem contra quedas, como é o caso dos cintos de segurança.
 

Conheça os principais equipamentos

Para você ficar por dentro dos principais EPIs, a gente preparou essa listinha básica.
 
  • Abafadores de ruídos – têm formato de concha e parecem um fone de ouvido. Devem ser usados em ambientes muito barulhentos e servem para bloquear o som, protegendo a audição.
  • Protetores auriculares – são equipamentos feitos para serem inseridos no canal auricular. Devem ser usados em ambientes barulhentos e servem para abafar o som, protegendo a audição.
  • Máscara – oferece proteção para as vias respiratórias, desde poeira e bactérias, até produtos nocivos, como substâncias tóxicas. Existem ainda as máscaras de solda, que vêm com um filtro que protege os olhos do soldador da radiação proveniente da solda.
  • Óculos – há óculos com diferentes tipos de lentes: a lente amarela serve para baixa luminosidade; a lente transparente é indicada para exposição a luminosidade normal e a lente escura é indicada para exposição a alta luminosidade.
  • Capacete – o capacete deve ser usado em operações com circuitos elétricos ou em ambientes onde há risco de quedas ou pancadas. Ele protege uma das regiões mais sensíveis do corpo e, em caso de acidentes, pode até salvar vidas.
  •  Luvas – há diversas soluções, como as mais básicas, de látex, para uso geral e limpeza; há as luvas com as palmas em látex, que servem para os serviços de montagem e manutenção; e a luva pigmentada, de malha, que serve para trabalhos em que você necessita de maior aderência.
  • Mangote – equipamento que é utilizado para proteger braços e antebraços e é fabricado em materiais variados, como algodão, aramida, helanca e Kevlar. Cada tipo é adequado a uma determinada atividade.
  • Botas – há diferentes tipos: em plástico, impermeáveis, ideais para limpeza. Em couro, com biqueira de plástico, ideais para trabalho com eletricidade. E as botas com biqueira de aço, ideais para proteger os pés contra queda de objeto pesado, evitando risco de esmagamento. Geralmente têm solados antiderrapantes e são aderentes ao solo.
  • Cinto de segurança – serve para garantir a segurança física de quem trabalha em lugares altos, porque ancora o trabalhador a algum ponto fixo e o protege contra queda com diferença de nível.
 

Qual a função do Equipamento de Proteção Individual?

Botas, óculos, luvas, máscaras e todos os outros EPIs têm a função de proteger individualmente as pessoas contra riscos causados por atividades profissionais.
 
Toda atividade profissional que possa causar qualquer risco à integridade física das pessoas que estão trabalhando devem ser executadas com o uso dos EPIs. Em atividades fabris, industriais e na construção civil, por exemplo, os EPIs são indispensáveis e de uso obrigatório.
 
E mesmo em casa, se você quer reduzir ameaças de acidentes, qualquer serviço de manutenção, desde bater um prego na parede, cortar a grama ou instalar um interruptor, requer equipamento de proteção.
 
-
 
 
Tortelli Motores... Facilitando sua vida, no campo e na cidade.